Sobre o programa

O Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano da UNIFACS (PPDRU) tem por objetivo “através de uma perspectiva interdisciplinar, formar e capacitar pesquisadores e profissionais para atuar como agentes ativos nos processos relacionados ao desenvolvimento regional e urbano”. Originado do Núcleo de Pesquisas em Desenvolvimento Socioeconômico Regional e do Instituto de Pesquisas Aplicadas da Universidade Salvador, teve a autorização de seu mestrado pela CAPES em 1999( Portaria CNE/MEC nº 1734 de 07/12/99) e de seu doutorado em 2006 (Portaria CNE/MEC nº 2878 de 24/08/2005).

Inscreva-se
Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional e Urbano
Inscreva-se

Saiba tudo sobre nosso
Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional e Urbano

  • Sobre o Programa

    • Histórico

      O Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano da UNIFACS (PPDRU) tem por objetivo “através de uma perspectiva interdisciplinar, formar e capacitar pesquisadores e profissionais para atuar como agentes ativos nos processos relacionados ao desenvolvimento regional e urbano”. Originado do Núcleo de Pesquisas em Desenvolvimento Socioeconômico Regional e do Instituto de Pesquisas Aplicadas da Universidade Salvador, teve a autorização de seu mestrado pela CAPES em 1999( Portaria CNE/MEC nº 1734 de 07/12/99) e de seu doutorado em 2006 (Portaria CNE/MEC nº 2878 de 24/08/2005).

      Desde que foi criado, na segunda metade dos anos 1990, o PPDRU vem se empenhando para manter o compromisso de não desviar da direção que lhe permite alcançar a integração das atividades de ensino, pesquisa e extensão dentro da UNIFACS. Como não poderia deixar de ser, o planejamento e a operacionalização de tais atividades são sempre pensados sob a ótica da compreensão dos desafios e possibilidades que as realidades baiana e regional oferecem em termos de desenvolvimento, nas diferentes concepções que se possa atribuir a essa categoria de análise.

      Enfatize-se que tudo isso é feito, evidentemente, procurando-se não se descuidar de atentar para as alterações que surgem e se manifestam no contexto mais amplo de uma sociedade marcada pela influência do fenômeno da globalização, e que se fazem refletir naquelas duas escalas espaciais referidas anteriormente, alterando, por via de consequência, as relações que se estabelecem nos seus respectivos planos econômicos, sociais, culturais, políticos, religiosos, etc.

      A partir de 2006, com a instalação da sua primeira turma de Doutorado e o aprofundamento dos estudos que daí decorreram, o PPDRU passou a assumir, definitivamente, um papel de destaque, em termos acadêmicos, nos planos estadual e regional, convertendo-se, por assim dizer, em um espaço de excelência para se identificar, pensar e propor questões/alternativas que viabilizem o desenvolvimento, em sentido lato, das referidas escalas espaciais. Prova maior dessa sua faceta é revelada, por exemplo, ao se constatar que têm afluído para o PPDRU alunos, seja do nível de doutorado ou mestrado, dos mais distantes rincões do interior do estado da Bahia, assim como aqueles que são estabelecidos residencial e/ou profissionalmente em outros estados da Federação.

      Com efeito, temos tido, por exemplo, a oportunidade de acolher alunos dos seguintes municípios baianos: Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Paulo Afonso, Juazeiro, Jequié, Vitória da Conquista, Feira de Santana, Lauro de Freitas, Camaçari (esses dois últimos localizados na Região Metropolitana de Salvador), dentre outros. Dos outros estados da Federação, já recebemos alunos originários de Sergipe, Alagoas, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

      Para usar uma linguagem afeita à área do planejamento regional e urbano, nesses seus anos de labor acadêmico, o PPDRU tem expandido, sobremaneira, a sua área de influência, alcançado distâncias, desbravando territórios que, logo no começo de suas operações, pareciam pouco prováveis de serem atingidos, seja porque a questão da distância física jogava um peso deveras importante, dificultando o processo de atração de alunos cujos contextos de vida se davam em esferas muito afastadas espacialmente da sede do Programa, ou então porque àquela altura seria talvez precipitado, descabido e/ou pretencioso imaginar que os estudos, elaborados dentro das diferentes linhas de pesquisas que foram instaladas, pudessem despertar o interesse desse público oriundo de lugares tão afastados e diversificados.

      Desse modo, em função de uma conjunção múltipla de fatores, motivada por elementos e circunstâncias de toda ordem, tal Programa passou a congregar, no seu corpo discente, indivíduos provenientes dos quatro cantos do território baiano, assim como de outras localidades do nordeste brasileiro.

      Por certo, essa ocorrência tem ajudado, mesmo que de modo diminuto e circunscrito, a atenuar o déficit de indivíduos com melhores e mais elevadas credenciais educacionais na Bahia e no Nordeste, vis a vis aqueles que se observam em outros estados e regiões do país”.

    • Objetivos do Programa

      Através de uma perspectiva interdisciplinar, formar e capacitar pesquisadores e profissionais para atuar como agentes ativos nos processos relacionados ao desenvolvimento regional e urbano. Buscando assim:

      1. Contribuir para a formação de professores e pesquisadores, capacitando-os para, no âmbito do ensino de Graduação e Pós-Graduação, suscitarem a discussão sobre temas relacionados com os processos do desenvolvimento regional e urbano;

      2. Capacitar agentes de desenvolvimento que atuem, nas esferas pública e privada, como planejadores e executores de políticas, programas e projetos voltados para questões socioeconômicas e ambientais;

      3. Produzir e disseminar conhecimento científico que contribua para o avanço do campo de estudos do Planejamento Regional e Urbano, sobretudo no que se refere à mitigação das desigualdades regionais e intraurbanas;

      4. Ampliar a integração entre a Universidade e a comunidade visando, através da pesquisa, da extensão e da participação em instâncias representativas, atuar na proposição de soluções para problemas concretos, nos âmbitos local, regional e nacional;

      5. Promover o intercâmbio com outros centros de excelência em Desenvolvimento Regional e Urbano, nacionais e estrangeiros.

    • Área de Concentração

      Processos Urbanos e Regionais do Desenvolvimento

      A Área de Concentração intitulada “Processos Urbanos e Regionais do Desenvolvimento” busca estudar as transformações em curso, na sociedade e na economia, motivadas pelo advento das mudanças tecnológicas e pelos efeitos da globalização, notadamente com o acirramento das desigualdades regionais e intraurbanas e aos seus reflexos para a dinâmica do desenvolvimento, em seus aspectos econômicos, sociais, políticos, institucionais, culturais, ambientais e ideológicos.

    • Linhas de Pesquisa

      1. Desenvolvimento e Políticas Regionais

      Aborda o desenvolvimento e as políticas regionais através de um conjunto de matérias que ligam o ensino da teoria do desenvolvimento regional aos problemas práticos da atualidade a uma atividade de pesquisa voltada para o contexto regional atual do país. Trata da leitura crítica das teorias econômicas e sociais da dimensão regional, com análise de sua aplicação contrastando a problemática dos países e das regiões subdesenvolvidas com a dos países e regiões que sustentaram as formações dessas teorias. Abrange a territorialidade das políticas públicas em geral. Trata de políticas públicas dos serviços essenciais como saúde, educação, logística e segurança, tanto como compreende políticas específicas para a transformação de regiões baseadas em projetos agrícolas ou industriais. Contempla ainda a mecânica do turismo na região e as ligações entre a atividade do turismo, a valorização cultural, os impactos socioambientais, seu planejamento e implementação como vetor de desenvolvimento local.

      2. Desenvolvimento Urbano, Políticas Urbanas e Redes de Cidades

      Trata do estudo da história e teoria das cidades, do planejamento urbano e de seus serviços básicos, assim como do funcionamento e gestão dos serviços de fornecimento de água, de energia, de transporte, de saúde, de assistência social, da coleta de resíduos sólidos ou líquidos e o de segurança social. Visa o estudo de Cidades e Rede de Cidades, dos processos de transformação e crescimento urbano, suas causas e consequências. Envolve o estudo da violência urbana das diferentes formas de prevenção ou redução. Abarca também o estudo das tecnologias sociais para a redução das desigualdades socioeconômicas e culturais, além da problemática ambiental urbana e a preservação do meio ambiente.

    • Público Alvo

      O público alvo do Programa é constituído por profissionais dos setores público e privado, lideranças políticas e de governos, gestores públicos e empresariais, membros de organizações não governamentais, professores, técnicos e pesquisadores que, no exercício de suas funções no âmbito macro e micro, lidam e/ou se interessam por questões relativas ao desenvolvimento socioeconômico, deparando-se, por via de consequência, com os desafios de compreender e intervir nas complexas realidades econômicas, sociais, políticas e ambientais.

    • Coordenação

      Profa. Dra. Carolina de Andrade Spinola

    • Secretária Acadêmica

      Francisca Gilsa Costa Silva Batista

    • Contato

      Unifacs Campus Tancredo Neves – Av. Tancredo Neves, 2131 – Caminho das Árvores, Salvador – BA, 41820-021

      [email protected]

      [email protected]

      [email protected]

  • Ensino

  • Disciplinas

    • Disciplinas Obrigatórias

      HISTORIA E TEORIA DAS CIDADES (45 h)

      Professor(es): Márcia Mello e Marília Cavalcante

      EMENTA: Compreender os diversos aportes teóricos e conceituais que tratam da produção e estruturação da cidade como objeto do conhecimento histórico; a modernização urbana como problemática da história da cidade; a dinâmica urbana e os modos de funcionamento dos processos de transformação das cidades contemporâneas.

      METODOLOGIA DAS CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS (45 h)

      Professor(es): Manoel Joaquim e Sergio Fialho

      EMENTA: Epistemologia e ciência; principais correntes da epistemologia. O método científico: o método indutivo, o dedutivo, o hipotético-dedutivo, o método dialético. Estudo de caso. O método e a lógica, a construção do objeto, métodos específicos das ciências sociais aplicáveis ao Planejamento Regional e Urbano. (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano – Mestrado e Doutorado).

      TEORIA SOCIAL E CONTEMPORÂNEA (45 h)

      Professor(es): Ana Licks Silva e José Euclimar Menezes

      EMENTA: Perspectiva panorâmica, múltipla e sistemática do quadro teórico das ciências sociais a partir da sua constituição. Projeto de modernidade; indivíduo e sociedade; objetividade e subjetividade; relações de poder. O debate da pós-modernidade. Confronto, Diferença e Desigualdade Social. Globalização; teoria da sociedade global de risco. Sociedades hibridas e liquidas.

      MEIO AMBIENTE GEOGRAFIA E DESENVOLVIMENTO (45 h)

      Professor(es): Carolina Spinola e Gabriel Barros

      EMENTA: Evolução dos conceitos sobre desenvolvimento e suas interfaces com a geografia e o meio ambiente, nas escalas regional, nacional e global. Impactos socioambientais do desenvolvimento nos espaços rural e urbano e os instrumentos do Planejamento Ambiental. Sustentabilidade e limites do capitalismo. As mudanças Climáticas Globais e a construção de agendas políticas e científicas. Tecnologias Limpas e Ideias inovadoras para cidades sustentáveis.

      ECONOMIA REGIONAL E URBANA (45 h)

      Professor(es): Noelio Spinola e Kaiza Oliveira

      EMENTA: As políticas macroeconômicas e seus rebatimentos sobre o nível de produto e emprego. Desenvolvimento: concepções diversas e necessidade de delimitação. Traços fundamentais do mercado de trabalho nas sociedades capitalistas. As principais fontes de informação sobre trabalho no Sistema Estatístico Nacional (SEN). Indicadores tradicionais e não tradicionais do mercado de trabalho: como entendê-los e construí-los a partir da realização de oficinas práticas. O Modelo de Substituição de Importações (MSI) e o processo de estruturação do mercado de trabalho nacional. As sucessivas conjunturas macroeconômicas a partir dos anos 1980 e o trabalho que salta aos olhos no Brasil no século XXI. As novas tecnologias da 4ª Revolução Industrial e os seus rebatimentos sobre o mundo do trabalho. Reforma trabalhista no país e suas marcas.

      INDICADORES ECONOMICOS E GEOPROCESSAMENTO (45 h)

      Professor(es): Renato Reis e Laumar Souza

      EMENTA: Definição de indicador social. Sistemas de indicadores sociais. Critérios de classificação e propriedades desejáveis. O processo de produção e disseminação das estatísticas públicas (Censos, pesquisas amostrais e registros administrativos). Principais indicadores sociais: significados e usos. O que são indicadores econômicos e como eles auxiliam a tomada de decisão. Introdução ao geoprocessamento. Fundamentos de sistema de informações geográficas (SIG). Noções básicas de cartografia digital. Softwares de SIG. Sistema de posicionamento por satélite. Conceitos básicos de sensoriamento remoto. Fundamentos de bancos de dados geográficos. Noções de modelagem de dados geográficos. Interpretação de dados espaciais. Aplicações do geoprocessamento à análise regional e urbana.

    • Disciplinas Optativas

      ANALISE QUALITATIVA (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professora: Ana Licks Silva

      EMENTA: Características gerais da pesquisa qualitativa. Métodos e técnicas de pesquisa: Etnografia, Observação, entrevista, grupos focais. Compilação e análise de dados: abordagens interpretativas e histórico-sociais. Critérios éticos de validade e de qualidade em pesquisa qualitativa.

      FUNDAMENTOS DE AMOSTRAGENS QUANTITATIVAS, PRODUÇÃO E USO DE INDICADORES (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor(es): Renato Reis e Kaiza Oliveira

      EMENTA: Quantidade e qualidade. Fatos numéricos e fenômenos qualitativos: diferenças e aplicabilidade à pesquisa em desenvolvimento regional e urbano. Números e séries numéricas tabelas e gráficos. Probabilidade: distribuição de probabilidades Binomial, de Poisson e Geométrica, aplicabilidade e finalidade. Técnica de amostragem: descrição e exploração de dados quantitativos e qualitativos, medidas descritivas. Índices: bases conceituais, composição, finalidade e aplicação. Índices disponíveis. Abordagem qualitativa: paradigmas e abordagens: pesquisa participante; pesquisa etnográfica, pesquisa-ação, comparativa, bibliográficas, biográficas, trajetórias e jornadas. Instrumentos auxiliares na pesquisa de campo. Interpretação de dados. Critérios de rigor: credibilidade, transferibilidade, confiabilidade. Cuidados éticos na análise de dados e elaboração de relatórios.

      ORGANIZAÇÕES E TERRITORIO (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professoara: Carolina Spinola

      EMENTA: O campo dos estudos organizacionais. Papel das organizações no processo de desenvolvimento regional e urbano. A cultura organizacional e o advento da inovação. Organizações e Aprendizado Formas recentes de arranjos empresariais e alianças estratégicas. A mesoanálise da competitividade.

      DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL E GESTAO AMBIENTAL (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor: Gabriel Barros

      EMENTA: Introdução ao desenvolvimento sustentável e o histórico da sustentabilidade. Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Indicadores e Índices do desenvolvimento sustentável (IDH, ISE, IBES, ABE, IPV, IDC, IPP). Pegada Ecológica. Unidades de Conservação e Desenvolvimento Sustentável. Indicadores da Dimensão Ambiental, Social, Econômica e Institucional. Sustentabilidade e Sociedade. Políticas Públicas e Sustentabilidade. Iniciativas Internacionais de Agregação de indicadores de desenvolvimento sustentável. Indicadores e Índices: Índice de Desenvolvimento Humano (HDI: Human Development Index); Pegada Ecológica (Ecological Footprint); Índice de Sustentabilidade Ambiental (ESI – Environmental Sustainability Index), Indicador de Progresso Genuíno (GPI: Genuine Progress Indicator), Índice de Bem-estar Econômico Sustentável (ISEW: Index of Sustainable Economic Welfare), Avaliação de Bem-estar (Well-being Assessment); Índice do Planeta Vivo (Living Planet Index); Índice de Desenvolvimento das Cidades (CDI: City Development Index); Índices de Performance de Políticas Públicas (Policy Performance Indices)

      DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor: José Menezes

      EMENTA: Coletivos, políticas públicas, ciências sociais aplicadas e humanas convocam frequentemente em seus debates o tema dos Direitos Humanos. Via de regra, com o escopo de transformar a letra da lei, bem como subsidiar a formulação de políticas públicas. No adensamento do debate, aqui se propõe um recuo à Filosofia dos Direitos Humanos e da Cidadania com a indagação: qual é o seu núcleo mais elementar, em termos de filosofia política? Quais fundamentos a literatura filosófica especializada nos oferece para conferir consistência a estes conceitos dos Direitos Humanos e da Cidadania? Como estas questões se projetam nas investigações empíricas e torna visível a sua exigência na produção científica sobre a matéria? São os vetores que conduzem a execução desta disciplina.

      DINÂMICA ECONÔMICA E MERCADO DE TRABALHO (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor: Laumar Souza

      EMENTA: As políticas macroeconômicas e seus rebatimentos sobre o nível de produto e emprego. Desenvolvimento: concepções diversas e necessidade de delimitação. Traços fundamentais do mercado de trabalho nas sociedades capitalistas. As principais fontes de informação sobre trabalho no Sistema Estatístico Nacional (SEN). Indicadores tradicionais e não tradicionais do mercado de trabalho: como entendê-los e construí-los a partir da realização de oficinas práticas. O Modelo de Substituição de Importações (MSI) e o processo de estruturação do mercado de trabalho nacional. As sucessivas conjunturas macroeconômicas a partir dos anos 1980 e o trabalho que salta aos olhos no Brasil no século XXI. As novas tecnologias da 4ª Revolução Industrial e os seus rebatimentos sobre o mundo do trabalho. Reforma trabalhista no país e suas marcas.

      EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor(es): Manoel Barros e Luiz Quintanilha

      EMENTA: Desenvolvimento dos sistemas de educação. Políticas educacionais. Instituições públicas e privadas de ensino. Organizações de ensino. Planejamento e gestão educacional. Responsabilidade social.

      PLANEJAMENTO URBANO (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professora: Marcia Mello

      EMENTA:Estudar a Trajetória do Planejamento Territorial Urbano no Brasil, as matrizes teóricas que influenciaram nas políticas e planos urbanos, as experiências de planejamento nas principais cidades brasileiras. A Reforma Urbana, o Estatuto da Cidade e os Planos Diretores.

      ECONOMIA BAIANA (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor Noelio Spinola

      EMENTA: Bases da formação da economia baiana. A economia baiana antes da industrialização. O enigma baiano e as estratégias de industrialização dos estados do Nordeste. A industrialização a partir da década de 50: etapas de crescimento da economia baiana. O modelo de produção de bens intermediários complementares à indústria do Sudeste. A oligarquia mercantil e rural e os obstáculos ao processo de modernização. As políticas de fomento. Novos setores dinâmicos. Verticalização e produção de bens finais. Especialização da economia baiana. Desafios e perspectivas da economia baiana

      ECONOMIA DOS SERVIÇOS (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor Noelio Spinola

      EMENTA: A natureza epistemológica e ontológica da atividade de serviços e suas interfaces polinucleares na relação com os demais segmentos da economia moderna. Morfologia social dos serviços: da economia informal e popular aos serviços intensivos de capital e conhecimento. Os desafios da sociedade pós-industrial. Serviços e desenvolvimento regional e urbano. Efeitos gravitacionais e centrípetos dos serviços. Salvador cidade de serviços.

      QUALIDADE SOCIOAMBIENTAL URBANA E SUSTENTABILIDADE (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor(es): Gabriel Barros e Luiz Fernando Quintanilha

      EMENTA: Ampliar a percepção dos discentes sobre a abordagem conceitual e práxis, a partir da expertise do grupo, nas interfaces ecológica, sociocultural, econômica, político-institucional e territorial, os sistemas naturais e urbanos com suas implicações ao desenvolvimento de cidades, enquanto espaço comum de convivência e bem-estar, perpassando por questões de recursos naturais, bens públicos, desequilíbrios ecossistêmicos; ações de sustentabilidade; experiências regionais; concentração demográfica e identidade; preservação da biodiversidade; processos interativos; contemporaneidade e ressignificação transdisciplinar do meio ambiente e suas repercussões nas estratégias de planejamento e configurações de zoneamento, governança e desenvolvimento

      ANALISE TERRITORIAL DO TURISMO (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professora Carolina Spinola

      EMENTA: O turismo como fenômeno geográfico, analisado a partir das categorias pertinentes: Espaço – Território – Região – Lugar – Paisagem. As áreas emissoras e as áreas receptoras. A organização territorial do espaço turístico apoiada nos valores locais, com o envolvimento das populações locais no planejamento e gestão da atividade. Municipalização e regionalização do Turismo. As políticas públicas voltadas para a atividade turística, com reflexo sobre o território. Novas formas de gestão empregadas pelo turismo como associativismo ou “clusters”. Destinos Inteligentes e Criativos.

      EPIDEMIOLOGIA ESPACIAL (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professor Renato Reis

      EMENTA: Fundamentos de epidemiologia. Desenhos de estudos epidemiológicos. Informação espacial e não-espacial. Tipos de dados em Sistemas de Informações Geográficas. Natureza da Epidemiologia Espacial. Incidência, Odds ratio e Prevalência. Análise exploratória e Variabilidade Espacial de dados. Análise de mapas cadastrais. Matriz de Proximidade e Correlação espacial. Agrupamento de agravos. Indicadores Globais e Locais de Auto-correlação Espacial. Análise de dados pontuais. Elaboração de artigo.

      PLANEJAMENTO REGIONAL (30h – 3h /dia aula = 10 aulas)

      Professora Kaiza Oliveira

      EMENTA: Estudar a Trajetória do Planejamento Territorial e Regional no Brasil; as matrizes teóricas que influenciaram nas políticas e planos regionais; as experiências de planejamento no Brasil. Origem e evolução das desigualdades regionais no Brasil.

  • Pesquisa

    • Pesquisa

      Pesquisa
      No âmbito das suas linhas de pesquisa, o Programa tem especial interesse em temáticas que envolvam:

      Economia Regional
      Economia Urbana
      Macroeconomia do Desenvolvimento
      Eco-Urbanismo Participativo e Solidário (Urbanismo Sustentável);
      História Econômica
      Economia do Trabalho
      Economia Solidária e Microcrédito
      Turismo
      Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia
      Economia Cultural e de Serviços
      Economia Ecológica
      Sistemas socioecológicos
      Semi-árido e Vale do São Francisco
      Geografia Agrária
      Educação e Desenvolvimento
      Políticas para o Desenvolvimento de Serviços Públicos Essenciais

    • Grupos de Pesquisa

      Grupo de Pesquisa Políticas e Epistemes da Cidadania – GPPEC
      Líder do grupo: José Euclimar Xavier de Menezes

      Grupo de Estudos da Economia Regional e Urbana – GERURB
      Líder do grupo: Noélio Dantaslé Spínola

      Grupo de Pesquisa Cidades, Urbanismo e Urbanidades – CIDURB
      Líder do grupo: Márcia Maria Couto Mello

      Serviços Ecossistêmicos e Sistemas Socioecológicos – SESS
      Líder do grupo: Gabriel Barros Gonçalves de Souza

      Grupo de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento – GPED
      Líder do grupo: Manoel Joaquim Fernandes de Barros

      Grupo de Pesquisa em Turismo e Meio Ambiente – GPTURIS
      Líder do grupo: Carolina de Andrade Spinola

    • Links Úteis

      Pesquisa

      • ANPEC – Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia – http://www.anpec.org.br

      • ANPUR – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional – http://www.anpur.org.br

      • IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – http://www.ibge.gov.br

      • IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – http://www.ipea.gov.br

      • OSPBA – Observatório de Segurança Pública da Bahia – http://obervatorioseguranca.org

      Institucionais

      • CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – http://www.capes.gov.br

      • CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – http://www.cnpq.br

      • MEC – Ministério da Educação – http://www.mec.gov.br

  • Docentes

    • Ana Licks Almeida Silva

      Doutorado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal da Bahia (2006)
      Professora Adjunta da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Na área interdisciplinar, conjugando aspectos relativos a qualidade de vida, meio ambiente urbano, políticas públicas,controle social, responsabilização e risco.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/0835021665181833

    • Carolina de Andrade Spinola

      Doutorado em Geografia pelo Universitat de Barcelona, Espanha (2005)

      Professora titular da Universidade Salvador
      Coordenadora da Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano (PPDRU/UNIFACS)

      Atuação: Empreendedorismo, Desenvolvimento Local, Ecoturismo, Planejamento Turístico e Competitividade.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/768255426284232

    • Gabriel Barros Gonçalves de Souza

      Doutorado em Ecologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2019)
      Professor da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Gestão ecossistêmica, Serviços Ecossistêmicos, Sistemas Socioecológicos, Modelagem Ecológica

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/4012374701934609

    • Icaro Thiago Andrade Moreira

      Doutorado em Geologia Ambiental e dos Recursos Hídricos (NEA/Departamento de Oceanografia/IGEO/UFBA)
      Professor Colaborador da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Ecourbanismo e tecnologias ambientais relacionadas

      Telefone: (71) 32738528

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/9106175138631030

    • José Euclimar Xavier de Menezes

      Pós-Doutor em Filosofia Contemporânea pela Pontifícia Università Lateranensi/Roma (2006). Professor Adjunto da Universidade Salvador.

      Atuação: Filosofia, psicologia e direito, atuando principlamente com os seguintes temas: cidadania, direitos humanos, políticas públicas, subjetividade, sociabilidade, sujeição, epistemologia e saúde mental.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/5194408237403794

    • José Gileá de Souza

      Pós-Doutorado em Planejamento Territorial e Dsenvolvimento Social pela Universidade Portucalense/Portugal (2019); Doutorado em Desenvolvimento Regional e Urbano pela Universidade Salvador – UNIFACS (2016).
      Professor Adjunto da Universidade Salvador.

      Atuação: Desenvolvimento e Políticas Regionais, Direito, Governança e Políticas Públicas, Estudos da Economia Regional e Urbana.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/1859314077706402

    • Kaiza Correia da Silva Oliveira

      Doutora em Economia pela Universidade Federal da Bahia (2019).
      Professora Titular da Universidade Salvador

      Atuação: Economia e Administração, com ênfase em Economia Internacional, Cadeias Globais de Valor, Desenvolvimento Regional, Avaliação de Políticas Públicas e Desenvolvimento rural.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/1972902002525060

    • Laumar Neves de Souza

      Doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (2007)
      Professor Titular da Universidade Salvador

      Atuação: Em questões relativas ao desenvolvimento regional, notadamente aquelas que guardam intima correlação com o mundo do trabalho.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/5346746386335834

    • Luiz Fernando Quintanilha de Mesquita

      Doutorado em Medicina (Radiologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil(2011)
      Professor da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Educação e Fisiologia.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/1884172494532464

    • Manoel Joaquim Fernandes de Barros

      Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia / Université Montréal (2003)
      Professor titular da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Administração, com ênfase em Empresas, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão universitária e administração de sistemas de informação.

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/1289764861155980

    • Márcia Maria Couto Mello

      Doutorado em Psicologia Clínica pela Universidade de São Paulo (2001)
      Professora Adjunto I da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Arquitetura e Urbanismo, Linguagem das Representações Iconográficas, Imagem das Cidades, Moda, Paisagens Culturais e Artes.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/6676449118410506

    • Marília Moreira Cavalcante

      Doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia, Brasil(2012)
      Professor da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Arquitetura e Urbanismo.

      E-mail: marí[email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/3930455827621342

    • Noélio Dantaslé Spinola

      Doutorado em Análise Geográfica Regional pelo Universitat de Barcelona, Espanha (2001)
      Professor titular da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Economia Regional; Desenvolvimento Regional, Economia Baiana, Economia Cultural, Desenvolvimento Industrial e Estudos Organizacionais.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/4644643123613083

    • Renato Barbosa Reis

      Doutorado em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa pelo Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz -Fundação Oswaldo Cruz (2014)
      Professor da Universidade Salvador

      Atuação: Sistema de Informações Geográficas, Análise Espacial e Saúde Pública.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/8140072430479193

    • Sergio Hage Fialho

      Doutorado em Administração pela Universidade Federal da Bahia (2006)
      Professor da Universidade Salvador – UNIFACS

      Atuação: Metodologia da Pesquisa, Educação, Aprendizagem Organizacional e Inovação.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/9788763418181047

    • Coordenação

      Carolina de Andrade Spinola
      Doutorado em Geografia pelo Universitat de Barcelona, Espanha (2005)

      Professora titular da Universidade Salvador – UNIFACS

      Coordenadora do Programa de Pós-gradução em Desenvolvimento Regional e Urbano (PPDRU/UNIFACS)

      Atuação: Empreendedorismo, Desenvolvimento Local, Ecoturismo, Planejamento Turístico e Competitividade.

      E-mail: [email protected]

      Lattes/CNPq: http://lattes.cnpq.br/768255426284232

  • Notícias

    • 27 MAR 2022 - Estudantes e egresso do PPDRU participam de seminário sobre cidadania em serviços de correspondência com a presença da UEMS

      A Universidade Salvador (Unifacs) realizou no último sábado (26), o seminário “Plataforma de Serviços Postais para a Cidadania”, no campus Tancredo Neves e com transmissão remota para a Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS).

      Ministrado pelo professor Vaner José do Prado, egresso do doutorado do PPDRU e professor do Mestrado em Direito, Governança e Políticas Públicas da Unifacs, o evento contou com a participação dos alunos do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano (PPDRU) da Unifacs, e dos estudantes do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Sistemas Produtivos da UEMS.

      O seminário propôs a discussão sobre como os Correios podem agir como estimulante de políticas públicas voltadas para garantir a cidadania na Bahia, sendo centros de contato entre diferentes pessoas ao longo do estado.

  • Inserção Social

    • Inserção Social

      A inserção social do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano se manifesta através de seis pilares básicos: (1) construção participativa de projetos de natureza pública, junto com o poder público; (2) participação, articulação e realização de seminários, cursos, palestras, visando a disseminação e apropriação social da produção tecnocientifica do programa; (3) apresentação pública de projetos a diferentes grupos sociais, como contribuição ao desenvolvimento regional e urbano; (4) articulação de parcerias com outras instituições, inclusive internacionais, buscando qualificar a intervenção no contexto das diretrizes centrais do programa; (5) desenvolvimento de estratégias de visibilidade às atividades do Programa: página na Net, palestras, conferências, utilização de outras mídias, dentre outros; e (6) participação em comitês, grupos, redes, associações científicas e consultorias ad hoc.

    • Destaques

      12 JUN 2018, REDAÇÃO PPDRU

      Professor do PPDRU, Edivaldo Boaventura recebe comenda concedida pelo Presidente da República Portuguesa

      Entre os dias 16 de maio e 19 de junho ocorrem uma série de eventos organizados pelo Consulado Geral de Portugal e a Cátedra Fidelino de Figueiredo – Instituto Camões/UNEB e parceiros, intitulado “Bahia-Portugal: Pontos que nos unem”. Serão englobados diversas vertentes, tais como a literatura, a música, e as artes plásticas, fazendo assim, jus à intensa relação que une Portugal e a Bahia.

      Na ocasião, no dia 15 de junho, no CEAO – UFBA, ocorrerá a cerimônia de condecoração do Professor Dr. Edivaldo Boaventura pelo Embaixador de Portugal no Brasil, Jorge Cabral, que fará a aposição de insígnias da Ordem da Instrução Pública, Grau Comendador, concedidas pelo Presidente da República Portuguesa.

      20 SET 2017, REDAÇÃO PPDRU

      Nota sobre a participação do PPDRU na 7ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo Monumental Natural do São Francisco (MONA)

      Realizado no dia 05 de setembro de 2017, na Plenária da Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia, em Alagoas, a 7° Reunião Ordinária do Conselho Consultivo do Monumento Natural do Rio São Francisco, objetivando debater a proposta de Portaria para Ordenamento do Turismo dentro desta Unidade de Conservação. A UNIFACS foi representada pela Profa. Dra. Regina Celeste de Almeida Souza, docente titular do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano (PPDRU) que na oportunidade debateu sobre a importância de se regular a atividade de turismo na região para que se possa desenvolver sem comprometer os recursos ambientais locais, além de vislumbrar a possibilidade de parceria com outras instituições de ensino e pesquisa que se fizeram presentes nesta reunião, a exemplo da Universidade Federal de Sergipe, que através do Programa de Pós-graduação em Geografia vem desenvolvendo igualmente , trabalhos na região conhecida como Sertão (alagoano e sergipano) e que tem muita similitude com os trabalhos realizados sistematicamente, há 10 anos, pela Projeto Rio São Francisco, através do Grupo de Pesquisa GPTuris da Unifacs.

      Também se fizeram presentes o doutorando do PPDRU, Tiago Cordeiro, que ocupa o cargo de Secretário Executivo deste Conselho, os representantes da Secretaria de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia de Delmiro Gouveia, o Secretário Luciano Aguiar e o Secretário Adjunto Haroldo Oséias de Almeida que apresentaram o programa de meio ambiente do município e as principais ações já realizadas. Além de outras autoridades prestigiaram este importante evento como o Presidente da Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia, o Representante da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia, Reinaldo Dantas, diversos empresários dos municípios de Piranhas, Olho d’Agua do Casado, Paulo Afonso e Canindé do São Francisco, assim como diversos outros seguimentos da sociedade civil organizada como artesãos, pescadores, políticos, quilombola etc.

      20 MAI 2017, REDAÇÃO PPDRU

      Professora Regina Souza passou a integrar o Conselho Monumental Natural do São Francisco

      A Professora Doutora Regina Souza passa a representar a UNIFACS como membro titular do Conselho Consultivo do Monumental Natural do São Francisco (MONA), unidade de conservação do Rio São Francisco, com atuação nos estados da Bahia, Alagoas e Sergipe. Pós-doutora em duas instituições francesas, a professora tem atuado principalmente nos temas relacionados ao turismo, meio ambiente e desenvolvimento regional. Outro destaque vai para o aluno de doutorado do PPDRU, Tiago Cordeiro, que também representa a universidade no conselho, como membro suplente.

      Segundo a professora, a UNIFACS é a única instituição baiana a fazer parte do conselho. “Esse é o reconhecimento de um trabalho que vem sendo desenvolvido desde 2007, através de artigos e participações em eventos sobre o Rio São Francisco”, disse a professora que, recentemente, lançou o livro da série 3, “Bom Jesus da Lapa: Caminhos da Fé Rio São Francisco”, em parceria com a aluna de doutorado, Gisele das Chagas Costa.

    • PPDRU na Mídia

      Cadastrar conteúdo

  • Publicações

    • Banco de Teses e Dissertações
    • Cadernos de Análise Regional

      Caderno 01
      URBANIZAÇÃO E FORMAÇÃO DE REGIÕES: A Experiência de Salvador

      Fernando Cardoso Pedrão
      Novembro de 1998
      80 páginas

      Caderno 02
      URBANIZAÇÃO, INFORMALIDADE E SAÚDE: A teoria e a experiência de Salvador
      entre 1950 e 1990
      Fernando Cardoso Pedrão
      Dezembro de 1998
      118 páginas

      Caderno 03
      AGRICULTURA: Perspectivas da agricultura na Bahia

      Vitor de Athayde Couto
      Joaquim Cardoso Filho
      Jackson Ornelas Mendonça
      Maio de 2001
      82 páginas

      Caderno 04
      INDÚSTRIA: Desempenho atual e tendências da indústria baiana

      Oswaldo Guerra
      Ronald Lobato
      Vladson Bahia Menezes
      Maio de 2001
      84 páginas

      Caderno 05
      COMÉRCIO: Situação atual e perspectivas do comércio baiano

      Fernando Cardoso Pedrão
      Deusdete Ribeiro Jr.
      Roberto Cal
      Junho de 2001
      71 páginas

      Caderno 06
      MINERAÇÃO: Perspectivas da Mineração na Bahia

      João Batista Guimarães Teixeira
      Paulo Henrique Leitão Lopes
      Adalberto de F. Ribeiro
      Agosto de 2001
      134 páginas

      Caderno 07
      TURISMO: Desempenho atual e potencial Turístico na Bahia

      Érico Pina Mendonça Júnior
      Luís Carlos Seoane Carrera
      Outubro de 2001
      101 páginas

      Caderno 08
      Atuação do Sistema de Planejamento na Bahia

      Fernando Cardoso Pedrão
      José Murilo Philigret Batista
      Antonio Alberto Valença
      Novembro de 2001
      89 páginas

      Caderno Especial
      Economia Baiana

      Luis Roberto S. Lima
      Patrícia Ferreira Nascimento
      Yonara Daltro da Fonseca
      Elias Darzé Filho
      Webber Stelling
      Tereza Guedes Mehl
      Francisco de Oliveira Leite Neto
      Fernando Guerreiro
      João Paulo Rodrigues Matta
      Daniella Vieira dos Santos Saraceno
      Agosto de 2003

      Caderno 10
      ALÉM DO SOL E DA PRAIA: Novas Alternativas para o Turismo na Bahia
      Setembro de 2001

      Caderno Especial
      Economia Baiana

      Karen Sasaki
      Joseval de Melo Santana
      Moisés Conde S. de Oliveira
      Afonso Celso Magalhães Madeira
      Edivaldo Azevedo Da Silva
      Lívia Liberato
      Adenilson Rosa dos Santos
      Hélio Gamalho Vasconcellos
      Paula Ernica Berton
      Ana Luiza Fernandes Mendes de Almeida
      Maria Helena Martins Brasileiro
      Lúcia Maria de Araújo Góes Santos
      Marcus Vinicius Barbosa Peixinho
      Novembro de 2006

    • Catálogo de Teses e Dissertações
    • Livros

      Todos os exemplares são de autoria do corpo docente e discente do Programa. Para consultar valores e disponibilidade entre em contato através do E-mail: [email protected]

      Turismo

      TURISMO: Reflexões sobre a dimensão territorial
      Regina Celeste de Almeida Souza
      Tiago Sá Teles Cordeiro

      TURISMO CULTURAL: Novos Desafios
      Regina Celeste de Almeida Souza
      Maria Cândida A. de M. Mousinho
      Natália Coimbra de Sá

      TURISMO E SUSTENTABILIDADE: A experiência do artesanato de palha de Porto do Sauípe – BA
      Karen Sasaki

      Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia

      TEORIA DO PROJETAMENTO PARA PEQUENAS EMPRESAS INDUSTRIAIS, COMERCIAIS E DE SERVIÇOS
      Noélio Spinola
      Carolina Spinola
      Denise Spinola

      Economia Contemporânea

      ECONOMIA, POLÍTICA E PODER: Na periferia globalizada
      Fernando Pedrão

      A ECONOMIA URBANA
      Fernando Pedrão

      RAÍZES DO CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO

      Fernando Pedrão

      Economia Regional

      A TRILHA PERDIDA: Caminhos e descaminhos do desenvolvimento baiano no século XX
      Noélio Spinola

      Educação e Desenvolvimento

      PEDAGOGIA DA PARTICIPAÇÃO: Trabalhando com comunidades
      Débora Nunes

      PROJETOS EMPRESARIAIS E PLANEJAMENTO DE NEGÓCIOS
      Noélio Spinola

      SEGURANÇA E EDUCAÇÃO
      Carlos Alberto da Costa Gomes

      Semi-árido e Vale Sanfranciscano

      VIAGEM AO SÃO FRANCISCO
      Regina Celeste de Almeida Souza
      Alcides dos Santos Caldas

      Geografia Agrária

      COOPERATIVISMO E GESTÃO AGROINDUSTRIAL: O caso da CCLB
      Gilton Aragão

  • Inscrições