Use sua nota do Enem para começar sua graduação na Unifacs

Realizado anualmente pelos alunos do Ensino Médio de todo o Brasil, o Enem ainda gera dúvidas nos participantes. Se você está prestes a realizar o exame, confira informações sobre a prova, bem como dicas preciosas para uma boa preparação. 

Então, vem saber mais informações para montar sua estratégia de estudos e garantir um bom desempenho na prova. 

Como nasceu o Enem?

Criado no ano de 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tinha como objetivo avaliar o desempenho dos alunos de escolas públicas e privadas de Ensino Médio no Brasil. 

Após algumas modificações, a prova passou a servir como forma de ingresso a instituições de ensino superior. Além disso, o exame também facilita a participação em programas do Governo como Sisu, financiamento estudantil (Fies) e Universidade para Todos (ProUni). 

Ao longo dos anos, a prova passou por uma série de mudanças estabelecidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e Ministério da Educação (Mec). Mas em termos gerais, a prova do Enem é realizada anualmente no mês de novembro e tem cerca de 5 milhões de inscritos todos os anos. 

Critérios de participação no Enem

Para realizar o Enem, é preciso estar no Ensino Médio ou ter concluído essa formação. Inscritos em situações especiais (como portadores de deficiência, pessoas com problemas de saúde, dificuldades de locomoção e detentos) recebem atendimento específico de acordo com as regras descritas no edital.

Para que serve o Enem?

O Enem é critério de seleção e avaliação a diversos vestibulares e programas do Governo em todo o Brasil. Listamos cada um deles, a seguir, com mais detalhes. Vem ver!

1. Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi criado pelo MEC com o objetivo de facilitar o acesso dos estudantes às vagas em instituições de ensino superior públicas. A nota do Enem pode ser usada no sistema, o que possibilita que o estudante se inscreva para vagas em instituições públicas de qualquer lugar do país.

Assim, até mesmo os candidatos com renda familiar baixa contam com a oportunidade de realizar inscrições em instituições de outros estados. Isso sem que precisem arcar com taxas e sem a necessidade de viajar para realizar as provas. 

2. Sisutec

Muito semelhante ao Sisu, o Sisutec tem uma característica específica: ele é voltado para quem está concluindo ou concluiu o Ensino Médio e deseja ingressar em cursos técnicos. 

3. Acesso a universidades federais

Diversas instituições e universidades federais optaram por adotar o Enem em seu processo seletivo. Em muitas, o Sisu é o único critério, mas outras fazem uma combinação entre a nota do Enem e a nota do próprio vestibular. 

Assim, fique sempre atento aos editais, a fim de não ser prejudicado pelos critérios de seleção diferentes das instituições. 

4. Prouni

O Universidade Para Todos (Prouni) é um programa de bolsas de estudos do Governo Federal. Voltado especialmente para estudantes de baixa renda, a medida permite que estudantes ingressem em universidades privadas com bolsas de estudos. 

Existem critérios para participar do ProUni. São eles: 

– É necessário fazer, no mínimo, 450 pontos na médias das notas da provas do Enem; 

– Não zerar a redação do Enem;

– Ter a renda familiar per capita de até três salários mínimos; 

– Contar, ainda, com um dos seguintes requisitos: 

  • ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública;
  • ter cursado todo ou parte do Ensino Médio em escola privada com bolsa integral;
  • ser portador de deficiência física, ou 
  • ser professor da rede pública de ensino básico e estar concorrendo a cursos de pedagogia, normal, superior ou licenciaturas (nesse caso, a renda familiar não importa).

5. Participação no Fies com nota do Enem

Quem deseja cursar uma universidade privada, mas tem dificuldades em pagar as mensalidades conta com outra facilidade. O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é uma espécie de empréstimo do governo para ajudar com os custos da faculdade. 

De forma simplificada, o aluno conclui o curso desejado com bolsa e paga a dívida ao governo com juros baixos somente após a formatura. Quem terminou o Ensino Médio a partir de 2010 precisa ter feito o Enem para solicitar o Fies.

6. O Enem facilita o ingresso a instituições em Portugal

Desde 2014, algumas universidades de Portugal passaram a aceitar o resultado do Enem como processo seletivo para o ingresso às suas instituições. 

 

Use sua nota do Enem na UNIFACS

Na UNIFACS você pode começar sua graduação sem fazer prova. Basta usar sua nota do Enem como forma de entrada. Confira em nossa página de inscrição Enem ou informe-se pelos telefones 71 3021-2800 (Salvador) ou 75 2102-3200 (Feira de Santana). 

Documentação para usar sua nota do Enem na UNIFACS: 

Para realizar sua inscrição na UNIFACS, você precisa portar os originais e cópias dos seguintes documentos:

– Cópia da Carteira de Identidade;

– Histórico Escolar;

– Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou atestado de concluinte do Ensino Médio;

– Comprovante de participação no ENEM: cópia do boletim enviado a você pelo INEP/MEC.

Importante: para matricular-se é necessário ter nota diferente de zero em todas as provas objetivas e nota igual ou maior que 20% na redação.

Taxa de inscrição Enem 

O Enem conta com uma taxa de inscrição, que deve ser paga de acordo com o calendário divulgado. Em 2019, o pagamento da taxa de inscrição foi realizado entre 6 e 23 de maio. 

Mas os estudantes também podem solicitar isenção da taxa, de acordo com as datas e critérios divulgados nos editais.  

Isenção da taxa do Enem

Para conseguir isenção do pagamento da taxa de inscrição do Enem, é preciso obedecer a algum dos seguintes critérios:

  • Estudantes que estejam cursando o último ano do ensino médio na rede pública;
  • Candidatos que tenham cursado todo o ensino médio em escola da rede pública;
  • Estudantes que declararem estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por serem membros de família de baixa renda, e que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
  • Estudantes da rede privada que tenham bolsa integral e com renda per capita de até meio salário mínimo, ou até três salários mínimos de renda familiar.

Cronograma Enem 2019

Março de 2019

25 de Março – Publicação do Edital do Enem

Abril 2019

1° a 10 de abril – Solicitação de isenção da taxa de inscrição

1° a 10 de abril – Justificativa de ausência no Enem 2018 

17 de abril – Resultado da solicitação de isenção da taxa de inscrição

17 de abril – Resultado da justificativa de ausência no Enem 2018

22 a 26 de abril – Recurso relacionado à solicitação de isenção da taxa de inscrição

22 a 26 de abril – Recurso relacionado à justificativa de ausência no Enem 2018

Maio 2019

2 de maio – Resultado do recurso relacionado à solicitação de isenção da taxa de inscrição

2 de maio – Resultado do recurso relacionado à justificativa de ausência no Enem 2018

6 a 17 de maio – Inscrição Enem

6 a 23 de maio – Período para pagamento da taxa de inscrição

6 a 29 de maio – Solicitação de atendimento especializado e específico

6 a 17 de maio – Alteração de dados cadastrais, município de provas, opção de língua estrangeira

20 a 24 de maio – Solicitação de atendimento por nome social

22 de maio – Resultado da solicitação de atendimento especializado e específico

Junho 2019

3 a 7 de junho – Período de recurso relacionado ao nome social

5 de junho – Resultado do recurso relacionado ao atendimento especializado e específico

7 de junho – Resultado do recurso relacionado ao nome social

Outubro 2019

16 de outubro – Divulgação do cartão de confirmação, com os locais de prova

Novembro 2019

3 de novembro – Aplicação das provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias / Redação / Ciências Humanas e suas Tecnologias

10 de novembro –  Aplicação das Provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias / Matemática e suas Tecnologias

13 de novembro – Publicação dos gabaritos e dos cadernos de questões

 

Janeiro 2020

Data a confirmar – Resultados individuais

 

Março 2020

Data a confirmar – Resultados individuais dos treineiros

Data a confirmar – Divulgação da vista pedagógica da redação

 

Como é a prova? 

As provas do Enem são interdisciplinares, ou seja, elas contam com situações-problema. Para solucionar as questões, é preciso que o candidato demonstre conhecimentos de assuntos de diversas disciplinas. 

O Enem é dividido em grandes áreas com questões de múltipla escolha. Cada um dos cadernos conta com com 45 questões, além de um tema para a redação. As provas possuem a seguinte estrutura:

Prova I

Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Filosofia e Sociologia.

Prova II

Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia.

Prova III

Linguagens Códigos e suas Tecnologias e Redação: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes e Educação Física.

Prova IV

Matemática e suas Tecnologias: Matemática.

O exame ocorre sempre em dois domingos. Em 2019, as datas das provas são 3 e 10 de novembro. No primeiro dia, serão aplicadas as provas de:

  • linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias.
  • duração: 5h30

No segundo domingo, dia 10 de novembro, será a vez das questões de:

  • ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.
  • duração: 5h

Preparação para o Enem

A forma de se preparar para o Enem pode variar de acordo com a sua rotina de estudos. Mas conhecer dicas de estudos e organização nunca é demais, não é? Então que tal colocá-las em prática e aumentar suas chances de obter um ótimo desempenho no exame?

1. Invista no planejamento

Organize-se: reúna conteúdos mais frequentes, temas de redações dos anos anteriores e livros usados na bibliografia do exame. 

Procure dividir seu tempo. Tente obter dicas de professores e leia muito sobre a prova. Vale também caprichar nos estudos de disciplinas e áreas em que você tem insegurança. Reúna informações sobre o exame e faça anotações.

Faça pausas e adicione programações livres, com lazer. Lembre-se que manter a mente descansada é tão importante quanto estudar para o exame. 

2. Leituras e simulados

Mantenha-se atualizado, por meio de jornais e revistas. O Enem sempre aborda questões atuais em seus enunciados, por isso, é importante que você esteja familiarizado. 

Busque estimular sua visão crítica. Além disso, treine a escrita e busque produzir mais redações do Enem: temas anteriores e possíveis temas em voga neste ano vão te ajudar a articular e encadear as ideias para formar o texto.

3. Teste seus conhecimentos

Procure se divertir enquanto treina. Em plataformas interativas e em forma de vídeos, os treinos serão mais leves. Dedique-se às disciplinas que precisam mais de sua atenção!

4. Separe documentos 

Não esqueça de levar um documento oficial com foto para entrar na sala de prova, além do cartão de confirmação de inscrição. Tenha também com você no dia do exame um dos seguintes documentos:

  • RG
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social
  • CNH com foto
  • Passaporte
  • Cédula de Identidade de Estrangeiro
  • Certificado de Dispensa de Incorporação
  • Certificado de Reservista
  • Identidade Funcional
  • Carteira de Ordem ou Conselho de Classe

5. No dia do Enem

A seguir, você confere a lista de materiais, lanche e documentos. Aproveite para separar esses itens com antecedência. No dia, apenas confira se está tudo certo. 

O que levar:

  • Caneta esferográfica preta, com tubo transparente;
  • Documento de identificação oficial com foto;
  • Garrafa de água transparente e sem rótulo;
  • Lanche para a prova (a partir de 2019, os lanches serão revistados);

O que não levar no dia do Enem:

  • Caneta diferente da mencionada acima;
  • Relógios; 
  • Lápis, borracha, lapiseira, corretivo e afins;
  • Armas;
  • Toucas, bonés, óculos escuros ou outro acessório que cubra a cabeça ou o rosto;
  • Celulares, tablets, calculadoras e outros aparelhos eletrônicos;
  • Livros, apostilas e qualquer outro conteúdo, impresso ou não.

Atenção: o telefone celular será guardado em sacola lacrada durante a prova. Caso o celular toque durante a prova, a punição é a eliminação do exame.

5. Controle o nervosismo

É natural se sentir nervoso antes da prova. Por isso, diminua o ritmo de estudo nos dois dias antes do exame. Vale a pena descansar e investir em atividades leves e prazerosas. 

No dia do Enem, confira o local de prova e chegue com antecedência. Os arredores dos locais de prova costumam ter engarrafamentos. Por isso, garanta um tempo de deslocamento que permita que você chegue ao local com folga e tranquilidade. 

Resultado do Enem

Para finalizar, uma informação sobre o resultado do exame: a nota oficial do Enem é calculada e disponibilizada no site oficial do Enem após alguns meses. 

Lá, você poderá conferir detalhes sobre o resultado das provas e a nota da redação com comentários da banca examinadora. Basta acessar o portal do candidato pelo site do Enem ou por meio do aplicativo oficial.

Fale via WhatsApp