Ciências Econômicas

_Banner_Enade_CPC_675x295px-01

Economista é aquele profissional que toma decisões sobre o futuro de uma organização visando que ela maximize os seus objetivos. Acima de tudo é um líder, pois, ele indica os passos a serem tomados para que a organização alcance seus objetivos. É um Planejador que orienta a forma de execução de tarefas que serão fundamentais para as metas da organização. É um especialista, pois tem um referencial teórico forte e uma atuação definida dentro de uma organização seja ela pública ou privada.

O Curso de Ciências Econômicas da UNIFACS tem como objetivo preparar profissionais para o mercado de trabalho com uma sólida formação de caráter geral no campo teórico-instrumental e, ao mesmo tempo, de domínio específico em algumas áreas do conhecimento econômico. O curso de Economia da Unifacs se insere na macro área de negócios e está diretamente relacionado com funções de liderança empresarial, planejamento econômico e análise de cenários macro e microeconômicos e também aqueles relacionados ao mercado financeiro de capitais e à viabilidade econômica de projetos. O curso de Economia também aborda aspectos da economia internacional e da geopolítica, instrumentalizando os alunos na análise de cenários externos e no entendimento de questões que envolvam o intercâmbio comercial entre países.

Desde a sua implantação em 1997, o curso de Ciências Econômicas da UNIFACS oferece uma formação moderna e diferenciada, com base na formação acadêmica, profissional e humanística, para atender ao novo perfil profissional requerido pelo mercado, com capacidade de dar respostas urgentes e necessárias às transformações das realidades local, regional, nacional e internacional. O curso tem o objetivo de proporcionar aos alunos uma formação consistente, incorporando o conteúdo teórico e aplicado da Ciência Econômica, que se baseia em dois grandes eixos – a Economia Privada e a Economia Pública – sob uma perspectiva regional do desenvolvimento e privilegiando a prática da realidade socioeconômica a partir da aplicação de métodos de análises e instrumentos operacionais cada vez mais sofisticados.

O economista formado pela UNIFACS estará preparado para atuar em  organizações públicas e privadas dos setores industrial, agropecuário e de serviços, desempenhando atividades no âmbito da produção direta, da gestão e da política econômica, além de desenvolver:

  • Funções executivas ou de assessoramento em planejamento econômico, financeiro e administrativo;
  • Estudos e avaliação setorial e de mercado;
  • Análises de conjuntura econômica; finanças;
  • Estudos de viabilidade econômica e financeira de projetos;
  • Comércio internacional;
  • Políticas públicas;
  • Programas e projetos de desenvolvimento local e regional.


SALVADOR

Ato Regulatório do Curso:

Renovação de Reconhecimento, Portaria Ministerial nº 273 DE 03/04/2017 – D.O.U de 04/04/2017

PRÊMIOS E DESTAQUES

Unico do Norte e Nordeste com nota 5 no CPC.
Desde o ano de 2010 o curso de Economia da UNIFACS é reconhecido pelo Guia do Estudante da Editora Abril Cultural como um dos melhores cursos do Brasil, segundo à avaliação de cursos superiores do país. Referência para os estudantes do ensino médio e para os que já estão no ensino superior, o guia avalia a qualidade dos cursos em termos de projeto pedagógico, corpo docente e infraestrutura.

 

O NÚCLEO DE PRÁTICAS EM ECONOMIA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Nos cursos de Economia e Relações Internacionais, os alunos têm a oportunidade de expandir seu conhecimento além da sala de aula através do NERI (Núcleo de Práticas em Economia e Relações Internacionais). O NERI é um projeto de extensão que busca expandir os horizontes do estudante, trazendo debates e práticas nas mais diversas áreas que abrangem os dois cursos. O núcleo é coordenado pelo Prof. Felippe Ramos e sua atuação é desenvolvida pelos próprios estudantes, que se dividem nas Comissões de Organização, Comunicação e Eventos. Essa construção conjunta entre corpo docente e discente oportuniza aos alunos  uma participação ativa na construção e execução dos projetos desenvolvidos pelo NERI, formando, assim, economistas e internacionalistas mais autônomos, líderes e preparados para o mercado de trabalho.

Iniciativas do NERI:

Cine NERI: é um projeto com o intuito de assistir e debater filmes, expandindo, assim, os espaços do conhecimento para uma perspectiva mais criativa e analítica. Através dos filmes, podemos debater temas que perpassam aspectos sociais, políticos, econômicos, geopolíticos, dentre outros, da atualidade.

Newsletter: tem o proposito de divulgar, de maneira conjunta e resumida, os feitos do NERI, os eventos programados e as novidades do núcleo e de suas parcerias. A Newsletter é publicada mensalmente e pode ser encontrada no link disponível na bio do instagram do NERI.

Ciclo de Lives: em 2020, com o advento do novo coronavírus, as atividades foram transferidas para o ambiente virtual e com a impossibilidade em dar continuidade às palestras e debates presenciais, foi então criado o Ciclo de Lives. Esse projeto busca promover ambientes de discussão sobre conjuntura internacional e atualidades no Instagram do NERI, com professores da UNIFACS, integrantes do núcleo e convidados como o diplomata Paulo Roberto de Almeida, o economista Joel Pinheiro da Fonseca, colunista da Folha de São Paulo e da revista Exame, e o economista Paulo Nogueira Batista Jr, colunista da CartaCapital que foi vice-presidente do Banco dos BRICS em Xangai e diretor-executivo do FMI, em Washington.

Ciclo de Calls: consiste em videoconferências exclusivas para promover debates sobre fortes temas da conjuntura internacional com grandes nomes, como Cass Sunstein, Professor de Direito e Economia em Harvard e ex-assessor de Barack Obama, Otavio Canuto, Diretor do Centro para Macroeconomia e Desenvolvimento (Washington DC), Thiago de Aragão, Diretor da Arko Advice e Monica de Bolle, professora de Economia na Universidade John Hopkins em Washington.

Brasileiros pelo Mundo: com o objetivo de entender melhor os aspectos da pandemia de Coronavírus ao redor do mundo, o NERI buscou brasileiros que estivessem morando em outros países para contar um pouco sobre como estão passando por essa situação. Os vídeos estão sendo divulgados através do IGTV, no instagram do NERI.

Além das iniciativas supracitadas, o núcleo possui também importantes parcerias com outros projetos desenvolvidos por estudantes da Universidade Salvador. Dentre eles estão a Chronos International Solutions, centro de desenvolvimento de habilidades corporativas, a LEPE – Liga de Estudos Políticos e Econômicos, liga acadêmica da escola de negócios da UNIFACS, o NUCEMF – Núcleo de Conjuntura Econômica e Mercado Financeiro, o Reprograma, iniciativa da empresa SOLUX voltada a educação financeira para todas as idades, a World Review Magazine (WR), revista de análise de conjuntura internacional, tendências mundiais e atualidades, que produz também podcasts e conteúdo de TV e o ENERI-BA, Encontro Nacional de Estudantes de Relações Internacionais em Salvador, Bahia, 2021.

Para saber mais sobre o NERI, o núcleo está presente também no instagram (@neri.unifacs) e no youtube (youtube.com/neriunifacs), buscando sempre manter seus seguidores atualizados das atividades e acontecimentos mais relevantes no cenário internacional. Além disso, o NERI pode ser também contactado através do e-mail [email protected]

OUTROS PROJETO DE DESTAQUE:

Centro de Serviços ao Migrante (O Refúgio em Salvador). Sob coordenação da Profa. Rafaela Ludolf o projeto dá apoio a migrantes e refugiados de países como Venezuela, Síria, Moçambique, entre outros.

http://metro1.com.br/noticias/cidade/40885,curso-de-portugues-e-oferecido-gratuitamente-a-refugiados-em-salvador.html

PRÊMIOS DE MONOGRAFIAS
Os alunos que concluem o curso de Economia da UNIFACS concorrem automaticamente a dois prêmios de monografia: um concedido pelo Conselho Regional de Economia da Bahia (CORECON-BA) e outro dado pelo Banco do Nordeste (BNB). Os alunos da UNIFACS já conseguiram por cinco vezes o Prêmio de Melhor Monografia em Economia da Bahia concedido pelo Conselho Regional (2006, 2009, 2011, 2013 e 2016). Em 2009, o ex-aluno do curso de Economia da Unifacs, Bruno Mota Lopes, além de ganhar o Prêmio de Monografia do CORECON, foi 2º colocado no Prêmio de Monografias do BNB. Em 2013 o ex- aluno Jadson Santana também ganhou o mesmo prêmio de monografias e foi condecorado com a medalha da Ordem dos Economistas do Brasil por ter obtido a maior média no prêmio Jairo Simões, desde quando ele foi implementado pelo CORECON-BA

CURSOS DE BOLSA DE VALORES E JOGOS EMPRESARIAIS
O Curso de Economia também realiza parcerias com empresas especializadas na qualificação para o mercado de capitais e bolsa de valores. Alguns jogos empresariais, como por exemplo o Desafio SEBRAE, são realizados objetivando simular o ambiente do mundo de negócios e as melhores alternativas para maximizar os lucros de uma determinada cadeia de negócios. A partir de parcerias firmadas com a Bolsa de Valores do Estado da Bahia são feitas simulações de mercado de capitais e bolsa de valores com interação com outros cursos de Economia do estado da Bahia.

ENCONTROS DE ATUALIDADES ECONÔMICAS UNIFACS
O Encontro de Atualidades Econômicas faz parte do Circuito UNIFACS de eventos e é mais uma chance do estudante obter conhecimentos além da sala de aula, ampliando as possibilidades de aprendizagem, fazendo a diferença como cidadão, pessoa e profissional – isto é, além da validade acadêmica, pois os eventos do Circuito UNIFACS têm validade como atividade complementar.

O mercado de trabalho na área de atuação do economista é tão amplo quanto o mundo dos negócios, com oportunidades em escala local, regional, nacional e internacional. O domínio instrumental e do conhecimento econômico permitirá ao economista:

  • Orientar a tomada de decisões dos agentes no mercado;
  • Trabalhar com dados, transformando-os em análises econômicas e financeiras;
  • Planejar as atividades das empresas, do governo e das famílias;
  • Oferecer a melhor combinação dos recursos para atender as inúmeras necessidades da sociedade;
  • Analisar a dinâmica do mercado, a gestão e o controle dos investimentos;
  • Identificar e avaliar o grau de risco das diferentes aplicações do dinheiro;
  • Elaborar e controlar o fluxo de caixa e uso eficiente dos recursos empresariais;
  • Prestar consultoria em termos de elaboração e análise de cenários macroeconômicos e seus efeitos no mundo empresarial; análise de impacto das políticas públicas nas decisões empresariais; análise de impactos ambientais em projetos econômicos; avaliação de mercados;
  • Realizar pesquisas, estudos e projetos para o desenvolvimento socioeconômico e de viabilidade econômica.

O campo de atuação do economista:

Empresas – orienta a tomada de decisões; planeja o futuro da empresa no mercado; realiza a gestão financeira; apresenta soluções para a redução dos custos, aumento dos ganhos de produtividade e maximização de resultados; projeta os preços.

Órgãos públicos e governamentais – planeja os programas e ações de natureza pública para alcançar os objetivos propostos pela sociedade; elabora diagnósticos e cenários; atua na gestão dos recursos públicos; analisa dados sociais, econômicos e fiscais; analisa e regulamenta os mercados.

Instituições financeiras – está apto a trabalhar com o mercado de títulos e valores mobiliários, bancos, bolsas de valores, corretoras, distribuidoras e seguradoras, realizando a gestão dos recursos (elaboração de cenários, definição de preços de ativos, proposição de aplicação para os recursos e a melhor distribuição daqueles já investidos).

Consultoria e pesquisa – desenvolve estudos conjunturais, setoriais e de natureza política; propõe estratégias de ação baseadas em análises específicas; realiza diagnósticos sobre fenômenos ou fatos econômicos da empresa ou organização; elabora projetos de viabilidade econômico-financeira, com análise de competitividade e identificação de oportunidades de negócios.

Organismos internacionais – desenvolve documentos relativos à defesa comercial, acordos internacionais, de cooperação técnica e financeira; planeja ações de promoção do desenvolvimento social das nações; acompanha as relações econômicas interempresas de diferentes nações.

Na UNIFACS, o estudante de Ciências Econômicas ainda poderá planejar o futuro da sua formação acadêmica e profissional a partir das oportunidades oferecidas na própria Instituição, a exemplo do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano (PPDRU) e dos projetos de iniciação científica oferecidos pelos Núcleos de Pesquisa da Instituição, onde o aluno terá a oportunidade de trabalhar junto a professores que realizam pesquisa e lecionam nos programas de mestrado e doutorado.



Por que o mercado precisa do economista?

Os fenômenos econômicos estão por trás das mais corriqueiras atividades e a influência dos princípios da Economia está em situações que abrangem desde os congestionamentos nas grandes cidades até o alto preço cobrado pelo sanduíche que lanchamos.

O mundo passa por profundas transformações de natureza tecnológica e ambiental e a sociedade necessita com urgência inserir no seu cotidiano novas práticas relativas a essas mudanças, especialmente no âmbito do planejamento da produção e das formas de consumo.

O conhecimento econômico permite compreender os fenômenos e o comportamento do mercado, propondo novas explicações e soluções para aumentar os níveis de riqueza econômica e bem-estar social.

IMG_20171203_221025_000

Prof.ª Me. Rafaela Ludolf

Internacionalista, Especialista em Gestão de Projetos (FGV), Mestre e cursando o Doutorado em Desenvolvimento Regional e Urbano (Unifacs). Coordenadora dos Cursos de Graduação em Economia e Graduação em Relações Internacionais da Unifacs – Laureate International Universities; onde também coordena o Centro de Serviços ao Migrante (antigo Projeto de Extensão Comunitária: “O Refúgio em Salvador”) que atende pessoas migrantes e em situação de refúgio na cidade de Salvador (Bahia) e Iniciação Científica com trabalhos na área de migrações, direitos humanos e fluxos forçados. Pesquisadora no Grupo de Pesquisa em “Política e Epistemes”; atualmente pesquisando temas relacionados a: Relações Internacionais; Direitos Humanos; Políticas Públicas, Migrações e Refugiados.

Link para o Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1314216970156723

Contato: [email protected]

O Curso conta com uma estrutura diferenciada que potencializa a aprendizagem por meio da vivência da realidade empresarial como: laboratórios móveis e fixos, Datashow em todas as salas de aulas, simuladores, incluindo laboratórios de informática para aulas (Finanças e Desenvolvimento de Negócios), biblioteca virtual – livros digitais – e-book; Banco de Estudos de Casos de Harvard e toda a estrutura UNIFACS – Laureate International Universities.

DISCIPLINA Carga Horária
1º semestre 352 horas
Direito Aplicado a Negócios 66 horas
Fundamentos da Administração 66 horas
Fundamentos de Economia 66 horas
Jogos Matemáticos 66 horas
Comunicação 88 horas
2º semestre 352 horas
Estatística para Gestores 66 horas
História Econômica Geral 66 horas
História do Pensamento Econômico 66 horas
Matemática Avançada 66 horas
Empreendedorismo 88 horas
3º semestre 352 horas
Contabilidade Social 66 horas
Estatística Avançada 66 horas
Matemática Financeira 66 horas
Desafios Contemporâneos 88 horas
Formação Econômica do Brasil 66 horas
4º semestre 352 horas
Introdução à Contabilidade 66 horas
Macroeconomia I 66 horas
Microeconomia I 66 horas
Metodologia Científica 88 horas
Economia Brasileira Contemporânea 66 horas
5º semestre 352 horas
Economia do Setor Público 66 horas
Macroeconomia II 66 horas
Microeconomia II 66 horas
Desenvolvimento Humano e Social 88 horas
Gestão Financeira e Orçamentária 66 horas
6º semestre 385 horas
Econometria 66 horas
Economia Industrial, da Tecnologia e Inovação 66 horas
Antropologia e Cultura Brasileira 88 horas
Laboratório de Gestão: Empreendedorismo Social 33 horas
Prática Profissional I 132 horas
7º semestre 429 horas
Economia Internacional 66 horas
Optativa I 66 horas
Economia Monetária e Financeira 66 horas
Optativa II 66 horas
Laboratório de Gestão: Pesquisa em Economia 66 horas
Prática de Pesquisa em Economia 99 horas
8º semestre 437 horas
Desenvolvimento Socioeconômico 66 horas
Economia Política 66 horas
Mercados Financeiro e de Capitais 66 horas
Trabalho de Conclusão de Curso 99 horas
Atividades Complementares 140 horas
Resumo
Carga horária total do curso 3011 horas
Clique aqui e confira o Corpo Docente
Vestibular DigitalUse seu ENEMTransfira seu curso

DETALHES

Duração: 4 anos

Turnos e Valores:

Salvador – Campus Tancredo Neves
Noturno – R$ 1.329,00
(PRESENCIAL)

ONDE ESTUDAR

Salvador – Campus Tancredo Neves
Av. Tancredo Neves, 2131, Caminho das Árvores
CEP: 41820-021

VEJA TAMBÉM

Fale via WhatsApp

Deseja mais informações sobre nossos cursos? Entre em contato

WhatsApp