Energia

curso-de-letras-ead-na-unifacs

Histórico

O Mestrado em Energia (ME) da UNIFACS foi criado no ano 2000, sendo inicialmente chamado de Mestrado em Regulação da Indústria de Energia (MRIE), visando fundamentalmente suprir a demanda de formação de recursos humanos das agências reguladoras e empresas do setor público e privado relacionados à matriz energética brasileira, tendo sido ofertada a sua primeira turma em março de 2000.

Após todos estes anos, o cenário energético está até mais desafiador com as novas perspectivas de crises e a ampliação da matriz energética brasileira para atender ao crescimento do país. Desta forma, a necessidade de uma formação sólida e consolidada de recursos humanos na área permanece cada vez mais em evidente e indispensável.

Neste contexto, o Mestrado em Energia transformou-se em importante Centro de Pesquisa em Energia para a região Nordeste, visto que a criação ou implementação de decisões regulatórias passa, muitas vezes, por desafios científicos e tecnológicos que abrangem, além das áreas de direito, economia e administração, os diversos segmentos da engenharia.

Assim, na busca por formar profissionais capacitados nos diversos segmentos da área energética, bem como, conscientizar a sociedade sobre a necessidade de se promover ações que minimizem a degradação ambiental, o Mestrado em Energia prepara seus alunos para a elaboração de alternativas contributivas de planejamento, orientando tomadas de decisão e incentivando o domínio de novos processos e tecnologias que possam atender às exigências do mercado de energia, petróleo, combustíveis e gás natural nos próximos anos.

Objetivo

O Mestrado em Energia é pioneiro na região Norte-Nordeste e tem como objetivo a formação de recursos humanos de alto nível científico e profissional capacitados a atuar nos processos regulatórios e tecnológicos que condicionam as atividades da indústria de energia elétrica, petróleo e gás natural. Visa também o contínuo aperfeiçoamento tecnológico e a melhoria processual da atividade de regulação da indústria de energia.

Linhas de Pesquisa

1. Tecnologia da Energia

Estuda as tecnologias aplicáveis à indústria de energia, abrangendo todos os aspectos de prospecção das fontes de energia, produção, transformação, comercialização, utilização da energia e como essas tecnologias afetam os processos regulatórios ou podem ser por estes motivados e/ou condicionados a se desenvolverem.

2. Energia e Meio Ambiente

Visa estudar os sistemas energéticos, considerando os aspectos econômicos, a sustentabilidade social e ambiental e a inserção regional e global desses sistemas, com ênfase em fontes renováveis de energia e em tecnologias de maior eficiência energética.

3. Sistemas Regulatórios

Objetiva estudar os sistemas regulatórios e as novas formas de atuação dos agentes econômicos que caracterizam a reestruturação da Indústria de Energia no Brasil, em particular os estudos que envolvem a implantação e operação das agências reguladoras.

Público Alvo

O Mestrado em Energia e a Especialização Acadêmica em Energia são direcionados para engenheiros eletricistas, eletrônicos, químicos, ambientais, civis, de produção, mecânicos, mecatrônicos, da área de petróleo e gás natural, arquitetos, administradores, economistas, contadores, advogados, biólogos, e demais profissionais graduados em curso superior, interessados em atuar nos processos das indústrias de energia, petróleo e gás natural.

Coordenação

Prof. Kleber Freire da Silva

Tel: +55 (71) 3330-4627

kfreire@unifacs.br

Secretaria

Josiane Melo

Tel: +55 (71) 3330-4662

josiane.melo@unifacs.br

Mestrado

Desde 2000, o curso de Mestrado em Energia vem se tornando um lugar propício para a reflexão de questões relativas a investimentos, ao arcabouço legal, aos aspectos ambientais e, ao mesmo tempo, o desenvolvimento de novas tecnologias que permitam as empresas do setor energético se tornarem mais competitivas no ambiente globalizado.

Lato Sensu Acadêmico

É uma Pós-Graduação especial, com possibilidade de ser continuada, na qual o aluno inicia seus estudos no nível “Lato Sensu” e é direcionado ao nível “Stricto Sensu”. Ou seja, todo o conteúdo programático cursado orienta os alunos para o processo seletivo específico do Mestrado em Energia.

No âmbito de suas linhas de pesquisa, o Mestrado em Energia possui o interesse nos seguintes temas principais (mas não limitados a estes):

  1. Energias renováveis e não renováveis
  2. Impacto ambiental da produção e uso da energia
  3. Política energética
  4. Planejamento energético
  5. Eficiência energética
  6. Economia da energia e regulação do setor
  7. Marcos regulatórios da indústria de energia no Brasil
  8. O direito ambiental e a indústria de energia
  9. Energia e a ordem constitucional

As publicações do Mestrado em Energia podem ser consultadas diretamente no site da CAPES por meio da plataforma Sucupira.

Período de inscrição: 02 de outubro de 2017 a 05 de dezembro de 2017

Número de Vagas: 30 (trinta).

Linhas de pesquisa:
a) Sistemas Regulatórios
b) Energia e Meio Ambiente
c) Tecnologia em Energia

Seleção:
a) Análise do Anteprojeto, adequando-se às linhas de pesquisa do Mestrado;
b) Análise do Curriculum Vitae;
c) Prova de Redação;
d) Prova de Inglês;
e) Entrevista com os candidatos – apenas para aqueles selecionados pelos critérios anteriores.

Valor atual do investimento:
1)30 (trinta) parcelas mensais de R$ 1.588,67 (hum mil, quinhentos  e oitenta e oito reais e sessenta e sete centavos) reajustáveis no mês de fevereiro, com base no IGPM. Com pagamento efetuado até o dia 30, é concedido desconto de 5%.
2) Taxa de Banca de R$ 150,00 (cento e cinqüenta reais).

Informações: Secretaria do Mestrado em Energia.   Secretaria do Mestrado em Energia.   Prédio da Reitoria, 6º andar, fone (71) 3330-4662 / 4627 www.energia.unifacs.br  –  mestradoenergia@unifacs.br.

 

Acesse o edital  – Ficha de Inscrição

VEJA TAMBÉM

DETALHES

    Valor atual do investimento

    1) 30 (trinta) parcelas mensais de R$ 1.588,67 (hum mil, quinhentos e oitenta e oito reais e sessenta e sete centavos) reajustáveis no mês de fevereiro, com base no IGPM. Com pagamento efetuado até o dia 30, é concedido desconto de 5%.
    2) Taxa de Banca de R$ 150,00 (cento e cinqüenta reais).

    2) Taxa de Banca de R$ 150,00 (cento e cinqüenta reais).