Educação Física

Educação-Física-OP1

O profissional de Educação Física é agente fundamental para implementar a assistência de atividades Físicas ao cidadão. Para isso, este profissional deve ser conhecedor da realidade de saúde e de atividades físicas do país e da sua região, sabendo articular as necessidades com o planejamento do cuidado tanto individual quanto coletivo.

Neste sentido, a UNIFACS entende o processo de formação acadêmica dos profissionais da área de saúde como um trabalho integrado e interdisciplinar, pautado por uma formação de alta qualidade para membros de uma equipe multidisciplinar (entre eles médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas e outros), desenvolvendo profissionais críticos, com pensamento sistêmico e habilidade para refletir sobre o processo saúde-doença em sua integralidade. Seguindo sua vocação, a UNIFACS planeja oferecer o curso de graduação em Educação Física, para agregar ao seu portfólio de cursos que compõe a Escola de Ciências de Saúde (ECS), o educador físico.

O profissional de Educação Física que a UNIFACS pretende formar deverá possuir competências e habilidades não apenas relacionadas à assistência técnica, mas também de caráter educativo, administrativo, político e ético e terá uma formação que possa responder às rápidas mudanças do setor de saúde e com capacidade de inserção por meio de uma atuação criativa, e capazes de aprender a aprender, trabalhar em equipe, e considerar a realidade social para prestar um cuidado humanizado e de qualidade.

Com isso, o curso proposto se constituirá numa estratégia de fundamental importância para a formação de futuros profissionais de Educação Física, sendo oportuno e necessário lembrar, tendo em vista que a constituição de seu saber, embora seja sólida, está em permanente reconstrução, e sempre estará, por tratar-se de uma prática que atende necessidades de saúde que são sociais, históricas e culturais.

A Unifacs escolheu a cidade de Feira de Santana como local para a implantação do curso de Educação Física. Trata-se do segundo maior município da Bahia, com população estimada em 2012 de 568.099 habitantes (IBGE, s/d), o que a coloca como a 11ª maior cidade do Nordeste e a 34ª do Brasil. Populacionalmente, ultrapassa as capitais estaduais: Boa Vista (RR), Cuiabá (MT), Florianópolis (SC), Macapá (AP), Palmas (TO), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) e Vitória (ES). Situada a 108 km da capital Salvador, a qual se acessa pela BR 324, está no maior entroncamento rodoviário do Nordeste, onde se encontram as BR 101, 116 e 324, entre outras rodovias estaduais. Assim, Feira de Santana é uma importante passagem para os viajantes oriundos das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, cujos destinos sejam a Capital Salvador e outras cidades nordestinas.

Curso disponível em:

FEIRA DE SANTANA

Ato Regulatório do Curso:
Autorização, Portaria nº 97, de 01.04.2016 – D.O.U de 04.04.2016.
Resolução CONSUNI Nº 22/2016

SALVADOR

A indústria do esporte, que cresce de forma impressionante em todo mundo, também se revela da mesma forma no Brasil, passando por um processo de transformação e desenvolvimento. O esporte nacional empregou cerca de 300 mil pessoas, movimentando R$ 25 bilhões no Brasil (BRASIL, 2005). Além destes indicadores, foram estimados R$ 18 bilhões pautados à prática em escolas, universidades, ginástica laboral, subsídios e convênios com clubes e academias de ginástica até a economia alcançada por elas e pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) com a redução de dias não trabalhados por funcionários doentes. Segundo o Núcleo de Estudos da Saúde, da Previdência e da Assistência Social da Fundação Getúlio Vargas, para cada real investido em esporte no Brasil, existe um retorno de RS$ 8,59 em melhorias sociais como saúde, educação, luta contra o crime e geração de empregos, entre outros indicadores. Isso aponta, concretamente, a importância do investimento no setor.

O mundo que gira pelo esporte é grande, De acordo com estudos da Fundação Getúlio Vargas-FGV, são aproximadamente 10,8 milhões de atletas regulares (profissionais ou não) e mais de 74 milhões de praticantes eventuais. Negócios são gerados o tempo todo: os Jogos Pan-americanos 2007, por exemplo, geraram mais de US$ 1 bilhão.

O esporte por ser um fenômeno internacional é capaz de atingir diferentes populações, de níveis distintos de renda e tradição esportiva. Enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) nacional cresceu à taxa média de 2,25% de 1996 a 2000, esse segmento registrou aumento médio anual de 12,34% no período (PORTAL MARKETING ESPORTIVO, 2002).

No que diz respeito à qualidade de vida e bem estar, o brasileiro tem compreendido a importância da prática esportiva e os impactos positivos sobre o indivíduo. Em todo o mundo, identifica-se uma série de doenças associadas à falta de exercícios como a obesidade, dislipidemia, osteoporose e glicemia alterada. Desta forma, a atividade física é indiscutivelmente um elemento admirável para que os seres humanos tenham saúde e consigam obter melhoria na qualidade de vida. Além disso, outros benefícios podem ser atribuídos a uma prática regular de esportes, como o emagrecimento e maior bem estar psicológico.

A Educação Física é uma profissão essencial no campo da saúde, pois articula saberes de diversas áreas para gerenciar o cuidado com a saúde do cidadão. Como uma profissão histórica e que busca a melhoria da qualidade de vida dos indivíduos, contribui para a promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde em todos os ciclos da vida. Assim, esta preocupação cada vez maior com a prática de atividades está abrindo um amplo campo de oportunidades para Profissionais de Educação Física.

Confirmando este pressuposto, a International Health Racquet and Sportsclub Association (IHRSA, 2007), em pesquisa realizada, já coloca o Brasil na sétima colocação no que diz respeito a número de academias, ficando à frente de países como França, Japão e Holanda. Verifica-se que há mais brasileiros fazendo exercícios com orientação adequada em estabelecimentos como academias e clubes. De acordo com a Fitness Brasil (2007), em 2005 o faturamento das academias foi de 1,6 bilhões de reais e de todo o setor, que inclui ainda a indústria de equipamentos, atingiu a ordem de R$2,06 bilhões. Ainda afirma que, em número de academias, o Brasil só perde para os Estados Unidos.

Além disso, as especificidades e transformações que o mercado da saúde vem sofrendo demandam uma agilidade cada vez maior do profissional, um constante aperfeiçoamento, uma capacidade de tomar decisões e de gerenciar pessoas além de uma aproximação e incorporação contínua com as novas tecnologias. Diante dessa perspectiva, a demanda por um serviço de qualidade, acessível à população, exige dos profissionais da área de Educação Física uma diversidade de conhecimentos que fundamentem suas ações.

Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.

 1º semestre

  • Processos Biológicos
  • Estrutura Humana
  • Práticas em Educação Física I
  • Comunicação Profissional

2º semestre

  • Aparelho Locomotor
  • Sistema Nervoso
  • Práticas Desportivas I (Voleibol e Handebol)
  • Capoeira
  • Homeostase
  • Atividades Complementares

3º semestre

  • Biomecânica e Cinesiologia
  • Avaliação Física
  • Fisiologia do Exercício
  • Lutas
  • Motricidade e Desenvolvimento Motor
  • Sistema Circulatório e Respiratório
  • Atividades Complementares

4º semestre

  • Atividades de Academia
  • Metodologia da Preparação Física
  • Psicologia do Esporte
  • Dança e Expressão Corporal
  • Práticas Desportivas II (Basquete e Futsal)
  • Atividades Aquáticas
  • Atividades Complementares

5º semestre

  • Prática da Musculação
  • Suplementação Nutricional e Atividade Física
  • Atletismo
  • Práticas Desportivas III (Ciclismo, Corrida, Triátlon)
  • Treinamento para Grupos Especiais
  • Atividades Complementares

6º semestre

  • Identificação, Seleção e Promoção de Talentos Esportivos
  • Tendências no Esporte no Século XXI: Esportes Adaptados e de Aventura
  • Atividade Física e Esportiva para Portadores de Necessidades Especiais
  • Treinamento Pós-lesão
  • Programa de Integração Saúde Comunidade – PISCO
  • Atividade Física e Envelhecimento
  • Metodologia Científica
  • Atividades Complementares

7º semestre

  • Estágio Profissional I
  • Marketing e Organização de Eventos Esportivos
  • Trabalho de Conclusão de Curso I – TCC I
  • Optativa (Saúde e Meio Ambiente ou Libras)
  • Desenvolvimento Humano e Social
  • Atividades Complementares

8º semestre

  • Estágio Profissional II
  • Antropologia e Cultura
  • Desafios Conteporâneos
  • Trabalho de Conclusão de Curso II – TCC II
  • Atividades Complementares

DETALHES

Duração: 4 anos

Turnos e Valores:

Salvador  – Campus Professor Barros
Matutino – R$ 798,00 **
Vespertino – R$ 798,00 **
Noturno – R$ 798,00 **

Feira de Santana
Matutino – R$ 581,94 **
Vespertino – R$ 532,53 **
Noturno – R$ 581,94 **

ONDE ESTUDAR

Salvador
Campus Prof. Barros
Av. Luiz Viana Filho 3146 – Paralela.

Feira de Santana
Rua Rio Tinto, 152, Santa Mônica,
Feira de Santana – BA.
(75) 4009-9121

VEJA TAMBÉM

  • Graduação Tecnológica
  • Graduação Semipresencial
  • EAD
  • Pós-Graduação
  • Cursos Técnicos

Saiba mais sobre o novo curso de Educação Física da UNIFACS

Preencha os campos abaixo